Posso comprar carro com rodas maiores que as originais?

Posso comprar carro com rodas maiores que as originais?

No mundo da customização, uma das mudanças mais comuns é a troca das rodas do carro por outras de maior diâmetro, principalmente por motivos estéticos. Existem questões legais que precisam ser observadas, além de aspectos relacionados ao consumo de combustível. Você está pensando em comprar um carro que tem seu jogo de rodas com aros maiores do que o original? Então, leia mais sobre o assunto, para não entrar em uma furada.

O que pode e o que não pode fazer

Existe muito debate sobre o que a legislação de trânsito permite e o que proíbe que seja feito na questão do aumento o jogo de rodas com o intuito de customização do veículo. Na verdade, a Resolução nº 292/2008 do Denatran, em alguns subitens de seu art. 8º, proibiu tanto o aumento quanto a diminuição do diâmetro externo do conjunto roda/pneu, coibindo ainda a ultrapassagem do jogo em relação aos limites externos dos para-lamas.

Dessa forma, a troca das rodas originais deverá ser executada de modo a preservar o diâmetro externo do conjunto roda/pneu. Por exemplo, se uma pessoa quiser aumentar o aro da roda, será preciso diminuir o perfil do pneu (sua altura), mantendo o diâmetro do jogo inalterado. Se o carro que você deseja comprar respeita essas normas, não há motivo para se preocupar com questões legais. Além disso, você também deve ficar atento às questões de consumo e desempenho do veículo.

O que a roda tem a ver com o consumo de combustível do veículo

O raio de rolamento corresponde à medida (distância) entre o chão e o meio da roda. Quando um veículo é projetado, levam-se em conta muitos fatores, e esse é uma das mais importantes referências para a segurança e desempenho do carro. Se o raio de rolamento for diferente do configurado na roda original, a dinâmica do automóvel vai mudar, e isso poderá influenciar o seu desempenho e consumo.

Se o carro tiver saído de fábrica com as rodas em aro 13, e o dono as trocou por um jogo de aro 16, por exemplo, o indicador de velocidade vai marcar que o carro está mais veloz do que na verdade ele está, e o odômetro vai assinalar uma distância percorrida maior do que aquela que realmente se dirigiu. Com isso, o consumo de gasolina ou de outro combustível irá, obviamente, aumentar. Portanto, saiba que, ao adquirir um veículo com essa customização, você vai gastar mais com combustível.

O que mais pode acontecer a partir desta substituição de itens

Além do aumento de consumo de combustível, podem ser apontadas outras desvantagens, mas há também vantagens interessantes. No geral, uma troca bem feita no jogo roda/pneu, mantendo-se o diâmetro externo do conjunto, possibilita a melhora de aderência dos pneus ao solo, principalmente nas curvas, dando mais precisão na dirigibilidade do condutor. O desgaste do produto também será reduzido se as vias forem adequadas.

Em compensação, como boa parte das vias brasileiras não são de boa qualidade de pavimentação, os pneus que têm perfis menores absorvem muito mais sensivelmente as imperfeições da estrada. Isso resulta em mais ruídos na cabine. O sistema de suspensão será também mais exigido e vai se desgastar mais acentuadamente.

Além disso, antes de comprar o carro, é preciso observar outros fatores que precisam ser levados em consideração acerca do bom aproveitamento dos pneus, sobretudo no que diz respeito à descrição de serviço maior ou igual ao original homologado pela montadora, com base no índice de carga suportado pelo equipamento e no máximo de velocidade que poderá ser imprimida naquele item.

As mudanças desses itens, desde que tudo seja feito conforme a legislação de trânsito, podem trazer benefícios além da estética para você, mas também podem não se adequar ao tipo de uso que você vai fazer do veículo. Portanto, na hora de comprar um carro que tenha mudado o jogo roda/pneu, fique atento às indicações que foram descritas aqui e pense bem se ele vai se acomodar ao seu estilo de vida.

E você, já mudou a roda do seu carro? Vai mudar? Qual dessas dicas chamou mais sua atenção? Deixe um comentário e compartilhe conosco suas opiniões!

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *