O que a fumaça diz sobre um veículo usado?

O que a fumaça diz sobre um veículo usado?

Uma maneira de saber que algo não está certo é ver fumaça saindo de algum lugar. Quando isso acontece no seu carro, você pode estar em sério risco de ver seu veículo parar de funcionar ou apenas ter sido exposto ao clima muito frio. Por isso, aprenda agora como identificar esses sinais e agir antes de precisar gastar muito dinheiro no conserto.

Um automóvel pode emitir uma fumaça azulada, branca ou uma preta. Entenda melhor isso a seguir.

Problemas graves vem com fumaça azulada

Este é o principal sinal que há defeito no motor. A fumaça azulada aparece porque há a queima de óleo lubrificante devido a desgaste em anéis do pistão, ou dano nas paredes do cilindro do motor. Ainda pode ser problema nos retentores de válvulas e há a possibilidade de defeito na turbina (quando o veículo possui uma, claro).

Quando isso acontece, o nível do óleo baixa muito rápido, havendo o perigo de faltar o lubrificante. Se isso acontece, o dano ao motor pode ser total, com necessidade de substituir por um novo, o que é bem caro! Sem o óleo, as peças do motor se tocam com grande atrito e simplesmente o propulsor para de funcionar.

Por indicar um defeito grave no motor, você deve ficar muito atento. Geralmente essa fumaça tem um tom azulado muito tênue, às vezes pode até ser confundida com a fumaça branca (leia mais, logo abaixo!). O que ajuda identificá-la é conferir o nível do lubrificante e notar se este desce muito rápido. No geral, a cada 1000 km, o motor consome até 1 litro (especificações constam no seu manual). No carro vão de 3,5 litros a 4 litros de óleo lubrificante, em média.

Você também pode pedir para alguém acelerar o veículo, enquanto fica próximo do escapamento. O tom azulado fica mais perceptível se você prestar atenção na fumaça que sai logo quando termina o escapamento.

O conserto nesses casos deve sair um pouco caro e vai significar desmontar o motor e trocar anéis do pistão, retentores de válvulas fazer retífica nas paredes dos cilindros. Entretanto, ainda muito mais em conta que os danos que podem vir disto!

Se pela manhã, com o carro frio, a fumaça azulada sai em pouca quantidade é porque os guias de válvulas ou a vedação das mesmas estão ruins. Esse defeito é menos grave que problemas nos anéis ou retentores, mas precisam ser corrigidos com urgência. Nestes casos, não é necessário desmontar o motor. O conserto é feito apenas no cabeçote (peça que fica logo na parte de cima do motor, onde também estão as velas).

Mistura errada entre combustível e água

Se o líquido de resfriamento do motor, que pode ser água ou fluído anticongelante, vaza do sistema de arrefecimento e cai na câmara de combustão, é gerada uma fumaça branca. Esse defeito acontece porque a junta do cabeçote está danificada.

A fumaça branca não é o único indício. O outro é que o nível do líquido do reservatório de arrefecimento também passa a descer constantemente. Isso exige que você precise sempre repor a água ou o fluído.

Para o conserto é preciso desmontar o cabeçote e trocar a junta. Esse serviço deve ser feito o quanto antes porque o líquido pode encher a câmara de combustão, o que gera um dano grave ao motor.

Fluído de freio fora do lugar

Pode parecer estranho, mas se o fluído de freio acaba queimado pelo motor, uma fumaça branca passa a aparecer no escapamento. Um defeito no sistema de freio, entre o cilindro mestre (que faz o fluído ser distribuído para as rodas) e o servo freio (hidrovácuo, uma peça grande que fica atrás do cilindro mestre), ocasiona essa queima.

Se o hidrovácuo está furado e há vazamento no cilindro mestre, o fluído termina no motor e ao ser queimado transforma-se em fumaça branca. Para corrigir esse problema é preciso substituir o cilindro mestre e o servo freio. Este caso é mais raro do que o vazamento de líquido de resfriamento para a câmara de combustão.

Dias frios e a fumaça branca

O menor dos problemas é quando você nota fumaça branca logo pela manhã, quando vai dar a partida no carro e as temperaturas estão baixas. Nada mais significa que o ar frio está sendo condensado e acaba saindo pelo escapamento.

Depois que o motor se aquece, a fumaça desaparece e não há com que se preocupar.

Alto consumo e fumaça preta

O mau funcionamento dos injetores (quando o carro é injeção eletrônica) ou do carburador (no caso de veículos anteriores a 1995) causa queima de combustível bruto no escapamento, que gera a fumaça preta.

Para resolver isso, é necessário levar o veículo para limpeza dos injetores ou do carburador. Um procedimento que não é tão caro e relativamente rápido.

Quando o filtro de ar sofre algum bloqueio, causado por muita sujeira ou porque está desgastado, há a ocorrência de fumaça preta também. Nestes casos, é preciso substituir a peça e fazer uma limpeza no compartimento onde ela fica.

Pode ocorrer a fumaça preta apenas pela manhã, logo na primeira partida. Se isso acontecer, o defeito pode ser o afogador (que ajuda a fazer o carro esquentar mais rápido) ou o sistema de admissão da injeção eletrônica. A solução é revisar o afogador ou o sistema de admissão, que podem estar desperdiçando combustível.

Além da fumaça preta, nestes casos você vai notar que o automóvel gasta mais combustível que o de costume.

Você agora tem todos os “códigos” para ler as entrelinhas da fumaça e saber o que fazer. Se vai comprar um carro, esses ensinamentos valem como item para avaliar um usado. Some a isso uma pesquisa detalhada sobre o histórico do segunda mão!

Como é, já comprou enganado algum automóvel com esses problemas acima? Sabe de alguma história? Não deixe de criar dicas e alertas para outros leitores e os escreva nos comentários.

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *