4 dicas para descobrir se a concessionária/revenda é de confiança

4 dicas para descobrir se a concessionária/revenda é de confiança

Comprar um carro é um investimento e tanto e não queremos e nem podemos errar nesse momento. Todo conforto e satisfação em aproveitar seu automóvel podem ir por água abaixo se você adquirir um carro que apresenta muitos problemas ou que não atenda às suas expectativas. E quando investimos em um modelo de segunda mão, devemos estar ainda mais atentos.

Mas o que fazer para escolher uma boa concessionária/revenda? Como identificar se o fornecedor é bom? Quer fugir das armadilhas e aprender algumas dicas para descobrir se uma concessionária/revenda é de confiança? Confira no texto a seguir.

Test-drive

Quando o veículo está em bom estado, não está fazendo nenhum barulho suspeito ou tendo problemas, a concessionária/revenda não tem por que não permitir que o futuro comprador dirija o carro. Se o test-drive do modelo que você deseja comprar não for autorizado, desconfie. É quase que uma obrigação fazer esse teste, pois nele você não só analisa problemas em potencial, mas também vê se o motor está macio e sem ruído, confere direção, estado dos bancos, funcionamento interno, e, além disso, é também nessa oportunidade que você checa como se sente na posição de motorista e dono.

Renome no mercado

Não é o tempo de experiência que define a qualidade do serviço. Por mais que concessionárias novas também possam ser boas, é muito mais tranquilizador adquirir um carro com uma que já está estabelecida no mercado. Quando ela tem uma reputação a zelar, com certeza não sairá “empurrando” qualquer carro para as pessoas e terá mais cuidado na hora de escolher sua frota para negócios. Além disso, já vai dispor de parcerias que possam reparar eventuais problemas com os carros que chegam, não querendo repassá-los de qualquer maneira para os clientes.

Preços condizentes

Um dos grandes motivos para você desconfiar de que existe algo errado é quando o preço do modelo apresentado está muito abaixo do valor de tabela. Se o carro estiver em boas condições, não há por que o valor estar discrepante daquilo que se pratica no mercado. A aquisição de um veículo não é um momento em que você pode pechinchar de qualquer maneira, pois essa economia pode sair cara no final das contas. Uma boa concessionária/revenda pode apresentar alguns descontos e facilidades, porém se for demais, abra o olho. Você pode estar levando gato por lebre.

Cuidados com o estoque

Você sempre deve verificar se a concessionária/revenda possui algum processo para adquirir os veículos usados.  Veja se foi feito uma consulta de histórico do veículo antes de comprar e exija ver o relatório do Carcheck. O Carcheck é utilizado por concessionárias e revendas em todo país e você pode pedir o nosso relatório ao vendedor. Assim você fica sabendo o que está comprando e o vendedor confirma que zela pela qualidade dos produtos que vende.

Depois dessas dicas, com certeza você vai conseguir adquirir seu carro sem ter medo de entrar em uma fria. Ter um carro próprio é uma conquista que traz praticidade e bem-estar a você e sua família, porém é uma aquisição a ser bem analisada, especialmente quando falamos sobre o local de compra. É necessário estar atento aos serviços e às características do seu fornecedor. Tenha cuidado ao escolher a concessionária/revenda e pesquise bem o modelo de veículo que mais atende as suas necessidades: você merece esse conforto.

Qual dessas dicas chamou mais a sua atenção? Está pronto para escolher seu carro? Ou ainda tem alguma dúvida ou sugestão sobre o processo? Deixe um comentário!

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *