Porque investir em um seguro para meu carro usado?

Porque investir em um seguro para meu carro usado?

Todo proprietário de automóvel tem medo de, um dia, ter seu bem furtado, roubado ou mesmo danificado em algum incidente desastroso. Em pior situação está ainda aquele que, sem possuir um seguro veicular, chega a colidir seu automóvel com outro de modelo muito mais novo e caro, ficando em maus lençóis para arcar com os prejuízos.

Quais as vantagens em ter um seguro veicular para meu carro usado?

Desse modo, tendo um carro novo ou mais antigo, o mais prudente a se fazer é contratar um seguro, pois nem sempre o motorista apresenta recursos disponíveis para a troca acidental de peças, o conserto de amassados diversos, nem para adquirir outro veículo, havendo sido o seu furtado ou roubado. O problema é que, em média, o seguro para os carros usados são mais onerosos do que os seguros para os carros novos ou zero quilômetro, recém-saídos da concessionária, muito por conta da inevitável proximidade com a substituição de peças e a maior possibilidade de avarias e estragos naturais decorrentes do tempo de uso.
Mesmo com valores mais puxados, o seguro vai garantir os benefícios contratados da mesma maneira que aconteceria com um carro novo. Se o contratante planejar adequadamente a liquidação das parcelas do seguro contratado, não será pego de surpresa se acontecer algum acidente ou sinistro que esteja coberto.

Por que o seguro para carros usados é mais caro?

Com os carros mais novos, as companhias de seguro são bem menos rígidas na análise de seus riscos, visto que as avarias embutidas são praticamente inexistentes e que, se houver defeitos de fabricação, a garantia de fábrica fará a devida cobertura. Quando o caso é relacionado a um veículo usado, entretanto, antes de negociar as cláusulas do contrato, o agente de seguros usualmente faz minuciosa avaliação dos equipamentos e de eventuais problemas mecânicos, levanta uma rigorosa apreciação de riscos, além de estabelecer variados critérios para aceitar o pedido de seguro – que pode passar pela constatação desde a marca e o ano de produção do carro, até as formas de utilização do veículo a fim de saber se este já passou por colisões ou outros incidentes que possam vir a comprometer a performance do carro.
Já que a avaliação das corretoras de seguros segue a ideia de que seus riscos são maiores na contratação do serviço para carros usados e mais antigos, aquelas consequentemente cobram preços mais altos pelas apólices. Os cálculos do seguro, nesse caso, se baseiam em outros fatores bem menos ressalvados em comparação com o seguro de carros novos, como, principalmente, o valor de reposição do automóvel.

Então, quais os benefícios devem ser contratados no seguro para carros usados?

O contratante (tomador do seguro) deve tentar privilegiar, dentro das possibilidades oferecidas pelas empresas seguradoras, exatamente a proteção das situações que elas mais temem que aconteçam, que são as ocorrências que demandem a substituição de peças e o conserto de avarias. É claro que se deve buscar fazer a garantia para os casos de perda total, roubo, incêndio e afins – e aproveitar o seguro de forma correspondente, já que é seu direito, caso venha a necessitar.

Se você se envolver em um acidente de pequenas proporções, talvez seja uma grande desvantagem acionar o seguro. Utilizar frequentemente o socorro da empresa seguradora para fazer pequenos reparos no veículo será uma circunstância contabilizada para o futuro, no momento em que se vai renovar o seguro para outro ano de garantia – o que acarretará uma adequação dos valores pagos. Portanto, é importante que se utilize sabiamente o rol de benefícios contratados.

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *