3 dicas para contratar um seguro com bons preços

3 dicas para contratar um seguro com bons preços

Quando escolhemos contratar um seguro para o automóvel, a opção mais barata geralmente não é a mais empolgante, porque a cobertura diminui, já que o próprio segurador indica uma redução considerável do valor. Com isso, uma eventual indenização é restringida ou nem mesmo considerada. Entretanto, verificando com cuidado quais as coberturas e os serviços que são incluídos na apólice, situação que varia bastante para cada companhia de seguros, é possível fechar um ótimo negócio.
Para ajudá-lo nessa empreitada, selecionamos 3 dicas para que você consiga contratar um seguro mais em conta. Confira!

Faça uma pesquisa de preços e de benefícios antes de fechar negócio

Antes de assinar com qualquer seguradora, pesquise, mesmo que brevemente, os preços cobrados por algumas empresas, e também os benefícios mais atraentes e relevantes para você, dentre os existentes e oferecidos pela maioria das companhias.
Se a garagem que você utiliza ficar no subsolo, por exemplo, e na sua cidade for comum fortes chuvas ou precipitações atmosféricas, talvez seja bastante conveniente a contratação de uma assistência específica contra enchentes. Caso contrário, esse perigo será insignificante, e a contratação dessa cobertura poderá encarecer desnecessariamente sua apólice.
Se você acredita que o risco de sinistro de seu veículo é muito remoto, também é possível calcular uma cobertura total inferior ao valor integral do veículo – mas isso significa que a indenização ficará subordinada ao valor contratado e poderá diminuir bastante. Se o carro ficar danificado na ordem próxima à perda total do veículo, portanto, nesse caso, você não receberá 100% do valor estimado do carro inutilizado.

Peça cotações de vários corretores diferentes

Já que toda comercialização de seguros precisa, por lei, ser intermediada por um corretor de seguros, o contratante poderá, sem problema algum, solicitar valores com vários profissionais ao mesmo tempo. É comum que haja enormes diferenças nos percentuais de comissão sobre venda entre eles, fazendo com que o preço final das apólices chegue a variar em até 20 ou 30% entre as empresas. Um bom corretor será seu aliado nesse momento de negociação. Ele poderá, por exemplo, auxiliá-lo a aumentar o valor da franquia e reduzir a prestação remunerada pela cobertura da apólice. Isto depois de analisar seu perfil de risco e perceber que você dirige com segurança e de maneira defensiva, sem apontar grande temeridade para acionar a seguradora, repassando para você a vantagem, de maneira honesta e proporcional.

Fique atento à sua necessidade de incluir serviços extras no seguro

Uma situação que deve fazer o motorista ficar de olhos abertos, por exemplo, é que é cada vez mais comum que as empresas seguradoras acrescentem cláusulas contratuais as quais dizem respeito a serviços extras que não são relevantes para todo e qualquer segurado. Caso você não tenha atenção ao ler as cláusulas em sua totalidade, poderá assinar o ajuste e pagar por um serviço que não necessita. Descontos em oficinas e outros brindes, alguns às vezes até esdrúxulos como descontos em supermercados, manutenção de computadores ou eletrodomésticos, ou ainda abatimentos para compras em pet shops podem não interessar a você.

Portanto, certifique-se de que os valores das indenizações estão equivalentes ao que é cobrado no mercado e se as coberturas oferecidas atendem plenamente às necessidades de que você pretende proteger (furto, roubo, incêndio, alagamento, destruição total ou parcial do bem segurado, entre outras). Se não for informado acerca das formas de pagamento, questione sobre as possibilidades. Muitas seguradoras oferecem descontos ou reduzem os juros embutidos para quem realiza a liquidação à vista do seguro, em vez de escolher a forma parcelada. Não ter pressa, em muitos casos, é o segredo para realizar um bom negócio!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *