Motor de carro: 7 dicas para aumentar a durabilidade

Motor de carro: 7 dicas para aumentar a durabilidade

Para que o motor de carro tenha uma vida útil prolongada, uma rotina de cuidados e manutenção deve ser adotada. Além disso, a mudança de comportamento ao dirigir seu carro pode também ser uma boa medida para ajudar nesse objetivo, e você pode economizar com retífica e outros procedimentos.

Neste post, vamos dar algumas sugestões do que é possível fazer para que o motor do carro dure mais tempo. Acredite: motores duram bem mais se o proprietário for cuidadoso! Confira!

  1. Mantenha a rotação baixa nos primeiros quilômetros

Manter a rotação baixa, conduzindo o carro com suavidade, nos primeiros 1000 a 1500 quilômetros em carros recém-saídos da revendedora, faz um bem enorme ao motor do veículo. O ideal é antecipar as trocas de marcha — não passando de 3.500 rpm — variando a velocidade e fazendo acelerações progressivamente. De preferência, mantenha-se longe de rodovias nessa primeira fase.

  1. Evite aquecer o motor de carro

Não há mais necessidade de aquecimento do motor antes de sair pela manhã. O ideal é entrar no carro, ligar o motor, colocar o cinto de segurança e fazer alguns ajustes, só aí você já ganhará tempo para o aquecimento ideal. Saia em marcha lenta e vá ganhando aos poucos a velocidade até que o motor atinja a temperatura ideal.

  1. Não acelere bruscamente

Muitas vezes, algumas situações — como a pressa — nos fazem proceder de forma errada ao conduzir nosso veículo. Acelerar, além do normal, todas as vezes que o sinal de trânsito abre, pode até encurtar seu trajeto, mas esse hábito é um dos maiores responsáveis por encurtar a vida útil do motor do carro.

No trânsito o carro trabalha muito quente, e isso contribui com o aumento da temperatura, sobrecarregando o sistema de arrefecimento.

  1. Troque os filtros sempre que precisar

Trocar os filtros de ar e de óleo sempre que houver necessidade é a melhor medida. Evite intercalar a troca, visto que esses itens são muito baratos. Se o filtro de ar estiver sujo, troque. Da mesma forma em relação ao filtro de óleo, sempre que o fluido acabar troque esse item. Essa atitude manterá o bom funcionamento do propulsor e evitará a retífica, que é bem cara.

  1. Evite carregar peso excessivo

Os motores são projetados para suportarem uma média de peso. Todas as vezes que essa carga estiver acima dos limites toleráveis, maior força é exigida do motor — ele trabalha mais do que o normal. Quanto mais esforço o motor fizer durante seu funcionamento, menor será sua vida útil.

Sendo assim, evite levar objetos que você não utilizará. As pessoas têm o hábito de colocarem tudo no porta-malas, contudo deixe só o essencial, assim certamente você poupará esforço desnecessário do motor do carro.

  1. Use o câmbio corretamente

Use as marchas de forma correta. Saiba que o uso acertado do câmbio tem ação direta na vida útil do motor. Rotações muito altas aumentam o consumo e ruído. Evite fazer as trocas na faixa vermelha — que é o limite de giro — isso feito com frequência provoca um gasto enorme nos componentes. Marchas altas em velocidade baixa exige muito das válvulas, use a marcha adequada à velocidade do carro.

  1. Faça manutenção preventiva e não se esqueça de ler o manual

No manual tem tudo que o proprietário precisa saber, como intervalos de manutenção e os itens que devem ser verificados a cada quilometragem do carro. Sempre faça manutenção das peças que se desgastam mais rapidamente e, quando necessário, as troque. Assim, o motor do carro trabalhará de forma tranquila, independentemente dos dígitos que estiver marcando o hodômetro.

Como você pôde conferir, pequenas mudanças nos seus hábitos como condutor de veículo podem ajudar bastante a prolongar a vida do motor de carro. Siga nossas sugestões e mantenha seu carro por mais tempo rodando perfeitamente!

Gostou deste artigo? Siga, então, nossas páginas nas redes sociais e acompanhe as atualizações: estamos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no YouTube!

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *