Afinal, o que são os cavalos de um motor?

Afinal, o que são os cavalos de um motor?

Se você perguntar para qualquer entusiasta do automobilismo, ele com certeza já terá ouvido falar sobre a expressão cavalos de potência — ou cavalos de força. É corriqueiro ver o termo em anúncios de carros ou ouvir pessoas comentarem sobre isso nos bate-papos mais animados sobre o lançamento de um modelo possante no mercado. Ou seja, ao escolher um automóvel, a potência do motor sempre vai ser listada em cavalos.

Mas o que isso significa na prática? O que você deve saber sobre o assunto quando for escolher o seu próximo veículo?

De onde a expressão cavalo de potência surgiu?

A expressão pode até indicar um aspecto antiquado, afinal, os carros se popularizaram muito, justamente na substituição das carroças e dos carros puxados por animais de tração e de transporte. Mas até hoje as montadoras e os fabricantes do setor automobilístico a empregam para se referir à potência dos motores. O termo potência foi inventado pelo engenheiro James Watt, também famoso por ter o seu sobrenome indicado em outra unidade de medida de potência, o Watt (W), que equivale a um Joule por segundo — quantidade de energia utilizada ao longo desse período.

O que o cavalo de potência representa?

Watt viveu entre 1736 e 1819, período em que muito contribuiu para a melhoria dos motores a vapor. A História diz que Watt estava trabalhando com pôneis na elevação de carvão em uma mina carvoeira, buscando uma maneira de falar sobre o poder disponível a partir de um desses animais.

Na época, pés e libras eram as principais medidas utilizadas na Inglaterra para aferir distância e massa, mas ainda não havia uma forma de medir a dose de energia que fora consumida durante um período determinado. O engenheiro inglês descobriu que, em média, um pônei poderia fazer 22.000 pés-libra de trabalho em um minuto — o que seria equivalente a 3.044 quilogramas por metro, nas unidades de medida mais usadas no Brasil.

Ele acrescentou 50% ao número que correspondia à força do pônei, tentando arbitrar a energia que um cavalo teria na mesma ocasião, chegando a 33.000 pés-libra de trabalho — ou seja, 4.566 kg/m. A nova medição foi muito útil para Watt comercializar as suas próprias máquinas a vapor, deixando mais perceptível para o seu público a potência do equipamento, baseando-se na referência da força dos cavalos.

Como ocorre a indicação de cavalos nos carros?

Neste sentido, a potência ficou definida como a quantidade de trabalho feita ao longo de um tempo determinado. Para saber quantos cavalos existem em um motor de automóvel, deve-se colocar a máquina em um dinamômetro. Esse aparelho vai indicar o gráfico do binário do carro — ou melhor, o seu torque — e a potência alcançada, em função da rotação do motor.

Assim, os automóveis de alto desempenho apresentam, normalmente, de 300 a 450 cavalos de potência. Os carros de uso urbano e mais em conta giram em torno de 100 a 120 cavalos de força.

Na hora de escolher o seu carro novo, além da sua potência, há outros fatores a considerar. Nem sempre vai ser proveitoso para você adquirir um automóvel mais potente e pagar mais caro para rodar dentro de espaços nos quais você não poderá desenvolver todo o vigor de sua máquina. É desejável que você encontre o equilíbrio ideal de cavalos de potência para a sua rotina.

Que tipo de carro você está pensando em comprar? Deixe o seu comentário!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *