Devo usar gasolina aditivada no meu carro?

Devo usar gasolina aditivada no meu carro?

Você ouve toda hora seus amigos comentando que a gasolina aditivada é melhor do que a comum. E então, pouco antes de abastecer seu automóvel, você resolve colocar um pouco desse combustível em seu carro. O problema é que se o veículo não estiver acostumado com este tipo de gasolina, o abastecimento com esse combustível pode ser ruim para ele. O que fazer nesse caso? Entenda algumas diferenças entre a gasolina comum e a aditivada, e saiba quando é conveniente utilizar cada tipo de combustível.

 

Quais são as diferenças entre a gasolina comum e a aditivada?

A gasolina comum é um combustível derivado do petróleo e constituído em maior parte por hidrocarbonetos, apresentando ainda alguns componentes oxigenados. Por ser de transporte mais fácil e ter um refino mais barato, esse ainda é o combustível mais utilizado no mundo, principalmente em automóveis.

Já a gasolina aditivada é muito semelhante à gasolina comum. A diferença é que o produto recebe um pacote de aditivos de limpeza e alguns dispersantes. Eles possuem a função básica de auxiliar na limpeza relacionada à alimentação de combustível no veículo, extraindo o acúmulo de resíduos que possam existir no motor e no sistema de combustão.

 

O que acontece se eu abastecer com gasolina aditivada?

Quando um veículo é abastecido rotineiramente com gasolina comum, a troca súbita pela gasolina aditivada pode ocasionar o entupimento de carburadores, mangueiras e dos bicos injetores de combustível, que é um componente importante do motor. Isso acontece porque os aditivos funcionarão removendo impurezas internas de modo brusco. Portanto, inicialmente os dois tipos de gasolinas devem ser misturados para diminuir a concentração dos aditivos presentes na aditivada. Uma combinação gradativa fará com que seu veículo se habitue aos novos produtos em ação em seu maquinário.

Em relação ao consumo e ao custo-benefício, nem sempre vale a pena utilizar a gasolina aditivada. Ela é mais cara nos postos de abastecimento justamente por causa da presença dos aditivos. Perante os engarrafamentos dos grandes centros urbanos, de fato esse tipo de combustível é mais vantajoso, porque seu rendimento é superior na circulação oscilante do trânsito pesado. Mas quando o carro pega a estrada, com o desenvolvimento da velocidade do carro, o desempenho fica equiparado. Isso se deve ao fato da octanagem da gasolina comum e da gasolina aditivada ser a mesma (87, no mínimo). Nessas condições, abastecer o veículo com a gasolina comum, que é mais barata, pode ser bastante conveniente.

 

Como saber qual combustível utilizar?

Existe, no entanto, um importante diferencial na hora de decidir qual combustível começar a colocar no tanque de seu carro. A maioria dos fabricantes, principalmente nos veículos mais modernos, recomenda o tipo de combustível mais indicado para o modelo que você possui através do Manual do Proprietário. Todas essas informações levam em conta a potência do automóvel e o desempenho pretendido, de acordo com os projetos elaborados para aquele padrão de dirigibilidade.

Mas é claro que a escolha final acaba sempre sendo do usuário do automóvel. Agora que você já pesquisou sobre o assunto, está apto para tomar a decisão mais acertada para sua rotina de uso do veículo.

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *