Carro de leilão: é sempre má ideia?

Carro de leilão: é sempre má ideia?

Veículos de leilão geralmente chamam a atenção pelos ótimos preços. Mas será que adquirir um carro ou moto assim é uma boa estratégia? Essa é uma dúvida muito comum e que deixa algumas pessoas com a pulga atrás da orelha. Por isso, é importante entender um pouco mais sobre como funciona o negócio para tirar suas próprias conclusões.

Por que um carro vai à leilão?

Muitas são as causas que podem levar um veículo para o pátio público e ser destinado a participar de leilões. Alguns lotes são destacados para esta modalidade de transação de bens por conta da ocorrência de algum sinistro, tais como:

  1. roubo;
  2. furto;
  3. abalroamento de médio alcance;
  4. perda total;
  5. documentação irregular ou precária;
  6. dívidas de IPVA;
  7. multas;
  8. inadimplência com a instituição credora de financiamento.

É muito importante checar o estado geral do carro e as informações pertinentes, porque alguns fatores podem não apenas influenciar o preço de aquisição, mas também o valor do bem após o arremate. Por exemplo, os modelos importados são mais difíceis de revender. Na hora em que estiver procurando um veículo para comprar durante a visitação pública que antecede o leilão, preste atenção nesses e em outros detalhes que possam influenciar o negócio.

Em leilão só tem furada?

Muitas pessoas imaginam que em leilão só existem coisas velhas e de má qualidade para vender. Mas isso não é verdade. Há muitos automóveis praticamente novos que vão a leilão por alguma dívida do proprietário.

Assim, conhecer bem o carro e realizar uma boa avaliação de suas características e condições, pode levá-lo a um bom negócio. Deve-se saber que o produto é vendido em leilão no exato estado em que se encontra, sem qualquer garantia. É lógico que a existência de problemas graves, como motor inutilizado ou falta de peças fundamentais ao funcionamento da máquina, é informado com antecedência. Contudo, é importante ter atenção aos detalhes e ser precavido.

Saiba como fazer bons negócios

Depois do arremate, fechado o negócio, o comprador não terá direito a nenhuma espécie de devolução ou desistência, a não ser em caso de fraude ou de alguma informação importante ter ficado desconhecida pelo arrematante. Por isso, quando estiver avaliando um veículo, tire suas medidas, faça a avaliação pessoal pelo tempo que achar necessário. Solicite todas as informações que desejar ao leiloeiro ou aos funcionários que estiverem no pátio. Outro ponto importante: geralmente, veículos de leilão têm maior dificuldade de serem aceitos por seguradoras. Por isso, é importante verificar isso antes de arrematar.

No momento do leilão, compare os valores que os lances dos interessados vão atingindo com o que é cobrado no mercado. Não se afobe, não se precipite ou deixe se levar pela emoção. Lembre-se de que existem taxas cobradas para regularizar a documentação e outras despesas do processo, as quais seguem como responsabilidade do comprador do bem.

Com tudo isso em mente, você pode concluir que comprar carro em leilão pode sim ser um ótimo negócio a depender da situação. Tudo vai depender de sua correta avaliação, se os fatores relacionados ao veículo são favoráveis, se há nele boas condições físicas e documentação regular.

Aprenda, pesquise e não tenha dor de cabeça. A consulta Carcheck aponta se o veículo pesquisado tem ocorrência em leilões justamente para te alertar. Com conhecimento disso, cabe a você decidir se quer ou não o risco de arrematar um veículo assim.

Autor

O Carcheck proporciona uma negociação mais segura na compra do veículo usado. Antes de fechar negócio, é possível analisar indicadores de segurança, informações de seguradoras, além das condições atuais e rodagem junto aos órgãos competentes. Com a consulta, você também se previne de problemas como débitos em financiamentos, além de eventuais irregularidades que possam existir no veículo consultado.

2 comentários

    • Depende, tem que ver se no edital constava que o IPVA ficaria por conta do comprador. tem leilões que os carros são livres de multas e IPVA e tem leilões que vc tem que pagar,

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *