8 dicas para comprar veículo em um leilão

8 dicas para comprar veículo em um leilão

Para quem está em busca de economias na compra de um veículo, os carros de leilão – automotivos apreendidos pelo DETRAN – são uma alternativa considerável. Com valores até 30% mais baixos que as compras de seminovos em feiras, concessionárias ou até mesmo negociações particulares, é inegável a tentação por esta escolha.

Contudo, para comprar um carro em um leilão, é preciso ter cautela. Por isso, caso esteja dentre os seus planos uma aquisição nessa linha, confira algumas dicas essenciais para fechar uma negociação mais segura:

Verifique se é possível realizar testes nos veículos

Apesar de em grande parte das vezes não ser possível realizar testes de moto e câmbio, é sempre bom tentar. Avaliações apenas da carroceria do veículo podem esconder falhas que inviabilizem a negociação e, dessa forma, os riscos em não realizar uma boa compra aumentam consideravelmente. Por isso, tente um acordo!

Leve um mecânico de confiança junto a você

Apenas um especialista no assunto poderá ajudá-lo a avaliar as possibilidades de problemas futuros em seu veículo, principalmente se não for possível realizar os testes. Por isso, tenha ao seu lado um mecânico de confiança! Ele pode não conseguir prever com precisão as possibilidades de falhas, mas certamente é mais capacitado nessa tentativa.

Evite leilões de seguradoras

Este tipo de leilão é o menos recomendado, pois a probabilidade de negociação de veículos já colididos anteriormente ou que apresentam algum problema grave é consideravelmente maior.
Verifique a documentação do veículo e possíveis multas
Em muitos casos, o leilão de veículos não fornece com precisão a situação da documentação do veículo, como, por exemplo, IPVA não quitado, e possíveis multas que ele possa já ter recebido. Algumas vezes é até feito uma checagem, contudo mais superficial. A dica aqui é simples: utilize a tecnologia a seu favor! Com um smartphone e os dados certos, é possível conferir alguns destes itens pela internet.

Consulte o edital do leilão

No dia, geralmente, é disponibilizado um edital com informações sobre a procedência de um veículo. Dentre as possibilidades está descobrir de onde o carro veio, o que pode dar uma ideia também sobre o histórico dele.

Você não precisa de um despachante

Se você não quer de fato ter trabalho, o ideal é contratar um despachante para cuidar da burocracia. Contudo, é importante saber que ele é dispensável. Não caia na lábia de leiloeiros e outros envolvidos. Com um pouco de planejamento você consegue resolver todas as pendências e ainda cortar gastos!

Atenção na contratação do seguro

Seja transparente ao procurar pela seguradora. Algumas delas não vendem apólices para carros leiloados, o que pode prejudicar suas negociações. Por isso, em muitos casos, é bom já verificar uma empresa de seguros que cubra negociações deste tipo.

Opte por leilões de financeira e de grandes empresas que renovam frotas

Os leilões realizados por financeiras apresentam riscos menores. Isso se deve ao fato de os carros ali disponibilizados terem sido, em muitos dos casos, apreendidos por falta de quitação da compra. Esse fator risco também é menos provável em leilões de grandes empresas que renovam constantemente suas frotas. Isso se deve ao fato de a renovação apenas ocorrer para poupar dinheiro com manutenção e desvalorização dos carros. Mas lembre-se: não há garantias, são apenas formas de minimizar o ocorrido!
Agora que você já conhece as principais dicas para adquirir um veículo de leilão, planeje-se, pesquise e negocie sabiamente antes de concretizar a negociação. Bons negócios!

 

 

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

6 comentários

  • olá não concordo da divulgação de carros comprados em leilões que foi recolhidos por falta de pagamento, muitos são semi novo e sem restrição apenas o antigo proprietário não pagou se for olhar dessa forma um imóvel que vai para leilão também tinha que ser visto da mesma forma os que tem restrição eu concordo isso na verdade e joguinho de donos de lojas que no passado era vendidos somente a eles e se isso pegar eles não vão vender, os organizadores de leilão bancos junto com o estado deve combater isso já fui tapeado varias vezes por donos de lojas , no leilão não o que tem de errado adquirir um carro de leilão errado a divulgação de carros que tem boa procedencia

    Responder
  • BASTANTE LAMENTAVEL SEGURADORAS LIGDAS A GRANDES BANCOS,NAO ACEITAREM NOVOS SEGUROS EM AUTOS VENDIDOS EM LEILAO,ENTAO PORQUE PERMITEM QUUE AS MESMAS VENDAM OS VEICULOS SALVADOS EM LEILAO DITOS RECUPERAVEIS E APOS VISTORIA PREVIA NO DETRAN E NA DELEGACIS DE ROUBOS E FURTOS, ALEM DO IMETRO QUE DECIDE PELO ACEITE DOS AUTOS PLENAMENTE RECUPERAVESI,PRINCIPALMENTE QUANTO A PROCEDENCIA DOS MESMOS.COM A PALAVRA O MINISTERIO PUBLICO PARA DEFENDER OS INTERESSES DOS CIDADOES QUE ADQUIREM AUTOS EM LEILAO.BRASIL, PAIS DA CORRUPÇAO E DA RADICALIZAÇAO QUANDO SE OLHA OS DIREITOS DOS CIDADOES

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *