Financiamento: confira 6 cuidados necessários

Financiamento: confira 6 cuidados necessários

Comprar um carro é um sonho de inúmeros brasileiros, não é mesmo? No entanto, quando essa decisão é tomada, algumas questões devem ser muito bem analisadas, principalmente em relação ao financiamento do veículo.

Na verdade, essa é a melhor opção para a maioria das pessoas, possibilitando a compra de um automóvel novo, seminovo ou usado em várias parcelas. Contudo, o procedimento requer cautela para que grande parte de seu orçamento não fique comprometida. Você deverá saber o que realmente deseja antes de chegar à concessionária.

Sendo assim, resolvemos relacionar alguns cuidados importantes que todos aqueles que pensam em fazer um financiamento devem ter. Continue a leitura e acompanhe!

  1. Decida se deseja um carro novo, seminovo ou usado

Muitos evitam comprar um carro zero km, devido à desvalorização imediata que ocorre quando ele sai da concessionária. Sendo assim, optar por seminovos ou usados é uma boa alternativa, visto que a desvalorização será bem menor na hora da revenda.

Sem dúvida, além do preço, as condições de financiamento de um modelo seminovo ou usado são melhores e, por consequência, as taxas e os prazos se tornam mais atrativos e acessíveis para os consumidores.

  1. Planeje a entrada

Apesar de sabermos que uma boa entrada impacta em prestações menores, você deve ficar atento e planejar bem. Muitas vezes, na ânsia de diminuir as parcelas, a tendência é oferecer uma entrada maior do que você poderia e, com isso, esgotam-se os recursos — situação perigosa e nada aconselhável.

As parcelas devem ser calculadas de forma que não comprometa o seu orçamento mensal. Tenha em mente que manter uma reserva de recursos é fundamental para cobrir qualquer eventualidade.

  1. Fique atento ao valor das parcelas

De acordo com especialistas, se você quiser adquirir um carro por financiamento, a parcela mensal não deve comprometer mais que 30% da sua renda. Isso porque um veículo possui outros gastos adicionais, tais como combustível e manutenção.

Além disso, pode ser necessário resolver eventuais problemas e você deve se prevenir financeiramente.

  1. Tome cuidado com prazos muito longos

Cuidado com parcelamentos muito longos que, à primeira vista, podem parecer atraentes, mas escondem algumas desvantagens, as quais o comprador não percebe. Quanto mais longo for o financiamento, menores serão as parcelas, ao passo que os juros serão maiores — elevando o valor final do produto.

Cabe ressaltar também que oscilações na economia podem ocorrer, gerando desemprego, entre outros problemas financeiros capazes de causar a inadimplência e a perda do veículo.

  1. Evite atrasar ou deixar de pagar as prestações

Se algum imprevisto acontecer, fazendo com que alguma parcela não seja paga em dia, procure o banco ou a financeira. Juntos, vocês encontrarão uma solução para o problema que seja de interesse de ambas as partes — inclusive renegociar a dívida.

  1. Faça várias simulações no financiamento de um veículo

Sabia que é possível fazer simulações em bancos e financeiras para saber qual é a opção mais vantajosa? Mesmo que a concessionária já tenha a própria financeira, você poderá negociar, caso encontre outra que atenda as suas necessidades.

Verifique a taxa de juros praticada e desconfie, sempre, da taxa de juros zero. Estas possuem meios de ocultar os juros reais, escondendo-os em tarifas.

Viu como é fácil se cercar de cuidados no financiamento de veículo e, assim, fechar um bom negócio? Não há dúvidas de que o procedimento é uma excelente solução na hora de comprar o carro. Com as devidas precauções, tudo será bem encaminhado!

Gostou deste post sobre financiamento de veículo? Curta, então, nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as nossas atualizações. Estamos sempre produzindo conteúdos relevantes para nossos leitores!

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *