Nova placa Mercosul: tire suas principais dúvidas sobre o assunto!

Nova placa Mercosul: tire suas principais dúvidas sobre o assunto!

A partir de dezembro deste ano entra em vigor no Brasil a nova placa Mercosul, já usada na Argentina e no Uruguai desde 2015, e que serão padronizadas também na Venezuela e no Paraguai.

A novidade começará apenas nos carros novos, nos que forem transferidos de município ou de proprietário, ou em outros casos em que a troca da placa é obrigatória. Os demais veículos poderão fazer a substituição até dezembro de 2023.

Você já deve ter visto um carro argentino ou uruguaio circulando pela sua cidade e percebido: os dois países já têm o equipamento padronizado. Na verdade, essa vontade dos governos de padronizar as placas nos países vizinhos existe há quase um quarto de século, e só agora chega à prática.

A ideia é que o controle da circulação de automóveis nas fronteiras seja mais seguro, e o processo, facilitado. Então, quer saber mais sobre a novidade? Continue lendo e confira quais são as principais mudanças da nova placa Mercosul!

Como serão as letras e números?

No Brasil, desde a última alteração no padrão das placas, usamos três letras e quatro números para a identificação do veículo. Com a adequação, passaremos a usar letras e números embaralhados, como ocorre na Europa, passando a ter quatro letras e três números.

As cores ainda serão diferentes?

Não haverá mais mudança de cor do fundo da placa de acordo com a categoria do carro. A partir de setembro, todas serão brancas. O que vai mudar é a cor das letras:

  • pretas: para carros de passeio;
  • vermelhas: para os comerciais;
  • azuis: para veículos oficiais;
  • verdes: para carros em teste;
  • douradas: para diplomáticos;
  • prateadas: para colecionadores.

As medidas da nova placa Mercosul vão mudar?

O tamanho da nova placa Mercosul não será alterado, mantendo os atuais 40 centímetros de comprimento por 13 centímetros de largura.

Quais são as garantias de segurança no equipamento?

Para evitar as falsificações, as placas terão marca d’água com o nome do país de origem do carro e “Mercosul”. Além disso, uma tira holográfica do lado esquerdo ainda vai dificultar a vida dos falsificadores.

Como será a identificação de localização?

O nome do país de origem do carro estará na parte de cima da placa. Já o município e o Estado serão identificados com os nomes e respectivos brasões no lado direito.

Como comprar a nova placa Mercosul?

As delegacias de trânsito de cada município farão o credenciamento das empresas habilitadas a produzir o material. Quando for feita a substituição, é só procurar por uma das lojas credenciadas.

O ideal é pedir as referências no Detran da sua cidade. O procedimento será o mesmo para a troca de placas já adotado atualmente.

Por que a placa terá um chip e um QR Code?

Estas são as principais novidades apresentadas com a adoção da nova placa Mercosul: seu carro terá um chip e um número de série exclusivos, com todos os seus dados. Isso inclui fabricação, documentação, infrações e até percursos, que serão registrados pela delegacia de trânsito.

Os dados do chip serão captados por antenas instaladas ao longo das vias. Além disso, o QR Code informará a empresa que fabricou a placa, o ano em que ela foi feita e o seu número de série. Tudo isso vai evitar clonagem, facilitar recuperação de veículos roubados e melhorar a consulta de placas para fiscalização de licenciamento, IPVA e multas.

Ainda não se sabe qual será o preço da nova placa Mercosul, mas, certamente, ela vai ajudar a otimizar o trabalho dos órgãos de trânsito, além de diminuir alguns processos burocráticos de aduana no caso de carros comerciais em viagens aos países vizinhos. No total, cerca de 100 milhões de carros terão as placas ao fim do processo de padronização nos cinco países.

Agora que você já sabe quais serão as principais mudanças da nova placa Mercosul, já pode se preparar a atualização!

E aí, gostou do post? Sobrou alguma dúvida sobre a substituição das placas? Deixe o seu comentário, que teremos prazer em respondê-lo!

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

2 comentários

  • TENHO UMA DÚVIDA NO CASO DAS NOVAS PLACAS, TENHO UM VEICULO COM PLACA “P”, ORIUNDO DE MINAS, SE CASO EU FOSSE SUBSTITUIR PARA O NOVO PADRÃO, EMPLACANDO EM SÃO PAULO, O “P” SERIA SUBSTITUÍDO ALEATORIAMENTE OU ESTE PERMANECERIA NA PLACA IDENTIFICANDO O ESTADO ?

    Responder
  • A minha dúvida é:
    O documento do também vai ser trocado com os números e letras novas ?
    Posso escolher as letras para confeccionar a placa?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *