Licenciamento anual de veículos – Saiba como fazer

Licenciamento anual de veículos – Saiba como fazer

Licenciamento anual de veículos é o nome que se dá à inspeção feita pelo posto do DETRAN de determinada região, para que haja a posterior liberação, se houver conformidade com as indicações legais, do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Através desta vistoria, o DETRAN avalia as condições da frota cadastrada e faz a checagem individualizada de emissão de gases poluentes para cada veículo.
Importante mencionar, ainda sobre o procedimento de licenciamento, que o artigo 130 do Código de Trânsito Brasileiro aponta que qualquer veículo automotor, elétrico, articulado, reboque ou semirreboque, para que possa transitar normalmente nas vias e estradas, deverá ser licenciado anualmente pelo DETRAN da circunscrição onde estiver registrado o veículo a ser vistoriado. A vistoria, portanto, atende a uma determinação legal.
Mas nem todos os postos do DETRAN, entretanto, exigem a vistoria para a liberação do Certificado, ficando a cargo da legislação estadual específica esses detalhes. Nessas regiões, após a quitação integral da taxa de licenciamento, o proprietário do veículo recebe o documento do CRLV em sua residência, por via postal.

Documentos necessários para o licenciamento simples

Mesmo com essas pequenas variações, em qualquer Estado (ou no Distrito Federal), para que o proprietário do veículo (ou seu representante legal) possa fazer o licenciamento, é necessário que se pague a taxa característica. A guia pode ser recolhida geralmente em máquinas eletrônicas dispostas no Banco Bradesco, ou nos postos do DETRAN e do CIRETRAN (sigla para Circunscrição Regional de Trânsito, que são órgãos do DETRAN que ficam nos Municípios mais distantes das capitais ou no interior dos Estados).
Na maioria dos postos do DETRAN, a vistoria pode ser agendada por telefone. E, na maior parte das vezes, quando ocorre a verificação no local das condições do carro e da emissão regular de gases poluentes, o novo CRLV é emitido no dia e entregue ao proprietário. No ato da vistoria, além do comprovante da taxa paga, o motorista deve ter em mãos seu documento de identidade, o número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), o CRLV emitido no ano anterior, o comprovante de pagamento do seguro obrigatório (DPVAT) e a quitação de eventuais débitos, como multas e IPVA.
Tanto o IPVA quanto a guia para licenciamento podem ser pagos em lotes, mas no momento de ingresso para licenciar o veículo naquele ano, as respectivas primeiras parcelas de cada tributo devem estar saldadas.

Opção pelo licenciamento eletrônico

Há também alguns estabelecimentos do DETRAN, dependendo do Estado, em que o motorista pode optar por fazer eletronicamente o licenciamento de seu veículo. Nesse caso, o trâmite exige os mesmos requisitos do modo padrão: deve-se recolher a taxa de licenciamento, pagar o DPVAT e demais débitos que existirem (multas e IPVA). Além disso, é preciso pagar uma taxa de postagem nos bancos credenciados pelo DETRAN, serviço de que o proprietário do automóvel poderá usufruir, mesmo que não seja cliente deste. Essa cota serve para que o documento seja enviado adequadamente, em até cinco dias úteis, para o endereço constante no cadastro do Detran.
Para fazer o licenciamento eletrônico, existem algumas condições: o endereço residencial do proprietário deve ser idêntico ao que consta no cadastro do DETRAN; o veículo deve ter anotadas, no máximo, 15 multas na ocasião; e, por fim, o carro não pode apresentar restrições judiciais ou administrativas, além de estar emplacado com placas de três letras.

Com essas dicas ficou mais fácil fazer o licenciamento de seu veículo, certo? Deixe nos comentários qualquer dúvida ou observação que você tiver. Ficaremos felizes em ajudá-lo!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

2 comentários

  • Gostei do sistema facilita muito e ajuda tbem so de n emfrentar afila emença da vistoria ja e um bom comesso. E no rio de janeiro esse modo de vistoria ja e valido aki tbem????

    Responder
  • para veiculo alienado também pode ser licenciado eletronicamente e receber no endereço residencial? ou neste caso o banco é quem vai receber o Certificado?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *