Conheça o mais novo item obrigatório: O extintor ABC

Conheça o mais novo item obrigatório:  O extintor ABC

Vira e mexe a legislação de trânsito e de segurança em automóveis muda, sempre tendo em vista a maior proteção dos motoristas e dos passageiros, bem como a mais salutar circulação no trânsito das cidades e das estradas. Uma mudança recente, produzida pelo Conselho Nacional de Trânsito, por meio da edição da Resolução CONTRAN nº 333/2009, fixou novas especificações para o uso de extintores de incêndio nos veículos.

Dentre os novos termos, estabeleceu-se que o extintor de incêndio com a carga de pó do tipo BC deveria ser substituído pelo de carga de pó do tipo ABC, até o dia 31 de dezembro de 2014, conforme a sinalização da tabela 2 de seu Anexo. Nesse sentido, já em janeiro de 2015, os proprietários têm que substituir os extintores de seus carros pelos equipamentos do novo modelo.

Você sabe os motivos que levaram o órgão a criar essa nova adequação para os carros? Leia o nosso artigo a seguir e saiba mais sobre o extintor do tipo ABC!

Conheça as classes de incêndio

Quando uma parte do carro pega fogo, a espécie de incêndio se caracteriza, principalmente, pelos materiais envolvidos na combustão. Isso define a classe de fogo, que foram padronizadas com as letras A, B e C, bem como os produtos que são utilizados para debelar as chamas.

No caso, a classe A é reservada para focos ocorridos em materiais sólidos, como plásticos, tecidos, madeiras e borrachas. A classe B indica tipos de incêndio que ocorrem em líquidos inflamáveis, como gasolina, álcool, querosene e óleos em geral. A classe C é aquela voltada aos equipamentos elétricos energizados, o que inclui uma boa quantidade de componentes de um veículo, como a bateria e as peças do sistema elétrico do automóvel.

Aumente a sua segurança

Os antigos extintores BC, à base de bicarbonato de sódio e utilizados até pouco tempo, eram eficientes para o combate de incêndios causados em líquidos inflamáveis — muito presentes no carro — e por panes elétricas. Apesar disso, o novo extintor é mais completo, pois consegue dar conta também das partes sólidas do veículo, como os estofamentos, o painel, os tapetes e a maioria dos objetos que os passageiros pretendam transportar no porta-malas e na cabine do automóvel. O novo equipamento é à base de monofosfato de amônia e é bastante capaz de eliminar o fogo inteiramente, de maneira diversa do tipo anterior, que muitas vezes suprime as chamas somente na superfície dos materiais.

Saiba as diferenças entre o antigo e o novo extintor

Os carros novos já estão vindo de fábrica com o novo equipamento, mas quem deve substituir o antigo extintor vai encontrar um preço um pouco mais salgado. Os extintores BC ficam na média de R$ 20,00 a R$ 30,00 no mercado, porém os extintores ABC começam na faixa dos R$60,00 normalmente.

Estes não podem ser recarregados, como os anteriores mas, em compensação, apresentam uma validade de cinco anos. O pó ABC é classificado como não perigoso e não inerte e pode ser reciclado para a fabricação de fertilizantes para a agricultura, tendo um baixíssimo impacto ambiental.

A segurança nos veículos é um valor importantíssimo e nunca deve ser menosprezada. Deve-se lembrar de que os motoristas que circularem sem o novo equipamento no carro poderão receber multas no valor de R$ 127,69 e acumular cinco pontos em sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Vale a pena se prevenir e ficar regularizado.

Você já comprou o seu extintor de tipo ABC? Deixe o seu comentário!

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *