Como saber se o veículo seminovo que comprei está livre de restrições

Como saber se o veículo seminovo que comprei está livre de restrições

A maior dor de cabeça que um consumidor pode ter em relação à compra de veículos usados ou seminovos é sobre a possibilidade de o automóvel trazer algum tipo de restrição, seja ela judicial, administrativa, tributária e de penhor. Portanto, é importante pesquisar e saber se o carro possui algum gravame antes de fechar a negociação. Mas como fazer isso? Logo a seguir, iremos indicar os principais meios de você conseguir essa resposta. Confira!

Faça a busca pelos portais do Detran

Todos os polos regionais do Detran (Departamento Regional de Trânsito) oferecem um serviço de consulta a restrições dos veículos cadastrados naquele Estado (ou Distrito Federal): a Pesquisa de Débitos e Restrições de Veículos. O serviço, inclusive, é prestado online e gratuitamente, pelo portal do órgão. Em geral, qualquer interessado pode ter acesso às anotações constantes no Renajud (Restrição Judicial de Veículos), desde que tenha conhecimento sobre o número da placa do veículo e do RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores).

O Renajud é uma ferramenta eletrônica que foi criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e que interliga o Judiciário ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Através desse mecanismo, os juízes podem acessar a base de dados do RENAVAM e inserir, em tempo real, qualquer ordem judicial determinando uma restrição ao veículo – inclusive limitando a transferência ou a circulação do carro, exigindo ou proibindo seu imediato licenciamento, além de indicar gravame de penhora sobre o bem.

Essas restrições podem ser indicadas de forma isolada ou cumulativamente, muitas vezes derivadas de causas trabalhistas, ações penais ou de pagamento de pensão alimentar. A consulta pelo sistema do Detran não vai indicar a procedência, mas irá demonstrar corretamente se há restrições e quais são elas. Além das informações acima, o resultado da busca também indica se o veículo traz multas vencidas, débitos pendentes com o IPVA ou se está inventariado para o pagamento de alguma dívida financeira do proprietário.

Utilize a consulta BIN para informações mais completas

Outro tipo bastante eficiente de verificação de informações é a chamada consulta BIN (Base de Índice Nacional). Essa pesquisa não é gratuita, porém é bastante barata para a quantidade de dados e características que oferece. O serviço é oferecido por algumas empresas, com diversos preços cobrados, e também pode ser realizada online.

Além de indicar se existem multas ou restrições cíveis e jurídicas no veículo, esse tipo de verificação demonstra se houve registro de roubo ou outro sinistro, número de chassi, ano e modelo, combustível, cor, se houve adulteração das características originais do automóvel e até a identificação do real proprietário do carro, entre muitos outros dados. Ou seja, esta consulta é muito mais completa, se comparada àquela feita no portal do Detran, chegando mesmo a indicar o nome do proprietário do carro, informação que é protegida na consulta realizada pelos sistema do órgão público.

Além de oferecer muito mais impressões sobre o histórico do carro que é objeto da pesquisa, a consulta BIN permite mais opções como dados de entrada. Assim, a depender da empresa contratada, se o interessado tiver em mãos o número da placa, do chassi ou do RENAVAM do carro, poderá contar com essa averiguação.

Não fique com receio na hora de comprar um carro usado ou seminovo. Há muitas consultas veiculares que podem ajudá-lo na hora de adquirir um veículo sem ter pesadelos depois!

Ainda restam dúvidas? Compartilhe-as conosco através dos comentários. Podemos ajudá-lo a esclarecê-las!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *