Carros brasileiros são seguros? Confira os resultados dos principais modelos nos testes da Latin NCAP!

Carros brasileiros são seguros?  Confira os resultados dos principais modelos nos testes da Latin NCAP!

Exite um órgão chamado Latin NCAP — Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe —, que realiza testes de colisão em veículos, para que os consumidores tenham acesso à informações precisas sobre a segurança de cada um deles. Os testes da Latin NACP funcionam da seguinte forma: alguns modelos selecionados são enviados à um laboratório alemão e são submetidos à uma colisão frontal; depois, são medidas as lesões ocasionadas pela colisão em dois bonecos especiais implantados dentro do veiculo e os danos causados no próprio carro também são avaliados. No final, é dada uma nota que vai de zero a cinco estrelas.

Comprou um carro recentemente e não sabe se ele é realmente seguro? Está pensando em comprar um veículo e não tem ideia de como saber se ele atende às especificações de segurança? Leia o nosso artigo e confira os resultados dos principais modelos nos testes da Latin NCAP!

Os carros que não passaram

Infelizmente, de acordo com os números da Fenabrave — Federação dos Distribuidores de Veículos — metade dos veículos mais vendidos no Brasil não passou nesse teste, como a picape Strada, líder no seguimento de comerciais leves, e os modelos Ka, Fox, Prisma e Siena, que não foram avaliados. No que diz respeito aos carros brasileiros, a avaliação também não foi muito positiva. Entre os testados, houve poucas notas máximas e muitas notas zero.

Motivos para a reprovação dos veículos

Esse alto índice de reprovação pode ser reflexo do atraso na implantação de alguns itens de segurança, como freios ABS e Air Bags — todos o carros sem Air Bag tiraram notas muito baixas. No Brasil, esses itens foram incorporados aos automóveis há pouquíssimo tempo, já na Europa e nos Estados Unidos, esses sistemas são obrigatórios há várias décadas.

Resultados do teste para os carros mais vendidos no Brasil

FIAT PALIO

  • 3 estrelas para proteção de adultos e 2 estrelas para proteção de crianças;
  • Os testes realizado no Fiat Palio podem ser aplicados aos modelos Strada e Siena, pois possuem a mesma plataforma;
  • O motorista e o acompanhante receberam boa proteção na cabeça e no pescoço no impacto frontal. No entanto, foram detectadas estruturas perigosas na região do painel que poderiam causar lesões nos membros inferiores, sobretudo nos joelhos;
  • O Sistema de Retenção Infantil — SRI — para crianças de até três anos conseguiu reter bem o deslocamento excessivo no impacto, evitando lesões no peito e no pescoço. Porém, a maioria dos SRIs para instalação foram reprovados.

CHEVROLET ÔNIX

  • 3 estrelas para proteção de adultos e 2 estrelas para proteção de crianças;
  • Os resultados deste teste também podem ser aplicados ao Prisma, pois possuem a mesma plataforma;
  • Assim como no Pálio, a cabeça e o pescoço do motorista e do acompanhante receberam boa proteção no impacto, mas a região do tórax e os membros inferiores receberam pouca proteção. O assoalho se abriu durante impacto, apresentando risco de ferimentos;
  • A cadeirinha infantil para crianças de até três anos não conseguiu evitar um deslocamento excessivo, podendo ocasionar lesões na cabeça e no tórax. Os SRIs avaliados não apresentaram problemas.

HIUNDAY HB20

  • 4 estrelas para proteção de adultos e 3 estrelas para proteção de crianças;
  • A cabeça e o pescoço do motorista e do acompanhante foram bem protegidos e os sistemas de retenção também funcionaram adequadamente, protegendo o tórax dos passageiros e do motorista. Os mecanismos de proteção dos membros inferiores foram considerados aceitáveis;
  • O assoalho sofreu pouca deformação e a carroceria foi considerada estável e capaz de suportar grandes cargas.

VOLKSVAGEN GOL

  • 3 estrelas para proteção de adultos e 2 estrelas para proteção de crianças;
  • Os Air Bags dianteiros ofereceram boa proteção para a cabeça e pescoço do motorista e do acompanhante, mas a região do tórax e dos membros inferiores foi considerada moderada;
  • O desempenho dinâmico da retenção infantil foi adequado, mas os sistemas de cintos de segurança eram incompatíveis com as cadeirinhas indicadas e as instruções para instalação eram insuficientes.

FIAT UNO

  • 1 estrela para proteção de adultos e 2 estrelas para proteção de crianças;
  • A avaliação do Uno foi ruim devido à pouquíssima proteção da cabeça do motorista, que colide com muita força no voltante e à baixa proteção na região do tórax. Tanto o condutor quanto os passageiros receberam pouca proteção nos membros inferiores por causa de estruturas rígidas no painel e pela abertura no assoalho;
  • O desempenho dos sistemas de segurança para crianças de até três anos foi considerado de adequado a fraco e as cadeirinas são incompatíveis com os cintos de segurança.

VOLKSVAGEN UP

  • 5 estrelas para proteção de adultos e 4 estrelas para proteção de crianças;
  • As estruturas de segurança ofereceram boa proteção na cabeça, no pescoço e no tórax do motorista e do acompanhante. Com relação aos joelhos e membros inferiores, a proteção foi considerada aceitável;
  • A carroceria foi considerada estável e com capacidade de considerar grandes cargas. O modelo passou no teste de colisão frontal;
  • As cadeirinhas infantis para crianças de até três anos foram capazes de evitar deslocamento excessivo garantindo uma boa proteção. As instruções para instalação das cadeirinha foram consideradas aceitáveis.

O seu automóvel foi listado no nosso artigo? Deixe a sua opinião sobre o assunto!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *