Carro ou moto: o que considerar na hora da decisão?

Carro ou moto: o que considerar na hora da decisão?

Toda pessoa chega em uma fase da vida em que deseja independência e muitas vezes, para consegui-la, precisam se locomover livremente. Logo, um investimento em um meio de transporte precisa ser feito. Mas, então, surge a dúvida: é melhor comprar carro ou moto?

Continue a leitura e veja quais fatores devem ser levados em consideração antes de se decidir.

Segurança

É tido como pensamento comum que motos não são seguras. Isso não é bem verdade, pois muito da segurança vem da própria prudência do motorista. Mas não é possível dizer que uma moto apresenta a mesma segurança que um carro.

Carros, obrigatoriamente, têm que ter cinto de segurança e air-bags, enquanto numa moto se tem apenas o capacete. Em caso de colisão, o corpo do motociclista estará à mercê de receber todo o choque, causando ferimentos que podem ser de graves a fatais.

Além de acidentes com colisões, o motociclista está mais vulnerável a quedas, seja por desequilíbrio, asfalto ruim ou pista molhada. Portanto, no quesito segurança, quem ganha é o carro.

Praticidade

Quem vive em cidades médias e grandes já deve ter encontrado dificuldades para achar vagas para estacionar, por exemplo. Uma moto, por ser menor, não apresenta este tipo de problema. O mesmo ocorre para casos de trânsito congestionado: enquanto os carros ficam por horas empacados no mesmo lugar, as motos conseguem passar pelos corredores que se formam entre as pistas.

Todavia, em alguns casos, o carro pode ganhar no quesito praticidade. Imagine-se querendo dar carona para a galera ou mesmo levar sua família para passear. Com uma moto, isso será impossível!

Outro ponto que faz a moto perder é a direção na chuva: em caso de tempestades, muitos motociclistas têm que se abrigar sob viadutos e prédios para não escorregarem e sofrerem acidentes.

Consumo

Se economia é o que você está buscando, a moto foi feita para você! Ela chega a render de três a cinco vezes mais que um carro normal, que não é considerado nem “beberrão” e nem econômico. Em tempos de crise, com os altos preços que os combustíveis estão atingindo, uma moto pode parecer bastante interessante!

Preço

É outro parâmetro que quase não tem comparação: uma moto, com certeza, é mais barata. Basta parar e pesquisar que será possível constatar. Um carro usado em boas condições custará algo em torno de R$20.000, enquanto uma moto, de modelo mais simples, terá seu preço beirando os R$4.500.

Ou seja, com o mesmo valor que você compraria um carro usado e simples, é possível investir numa ótima moto nova!

Uma observação bem bacana de ser feita é de que comprar carros usados é, sim, um negócio super viável e com bom custo-benefício. Já para motos, isso não é válido pois é muito fácil disfarçar problemas e marcas de acidentes nesse tipo de veículo. Portanto, no caso de usados, é importante conhecer toda a procedência do veículo na hora da decisão entre carro ou moto.

Estilo de vida

Este fator é um dos que têm maior peso na hora da escolha entre carro ou moto. Não adianta nada você escolher uma moto, enquanto se é pai de família e tem que levar seus filhos todos os dias para a escola, por exemplo. O seu estilo de vida tem que ser compatível com o seu meio de transporte para que haja a economia, o conforto e a segurança desejados.

E aí, gostou das dicas acima? Está pensando em adquirir um carro ou moto? Então entre em contato com o Carcheck e conheça as vantagens de utilizar nossa ferramenta!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *