5 erros comuns ao comprar um carro usado que você deve evitar

5 erros comuns ao comprar um carro usado que você deve evitar

Antes de comprar um carro usado, é fundamental que o cliente redobre a atenção para alguns detalhes importantes. Caso contrário, poderá ter várias consequências, dentre elas, dívidas inesperadas.

Quer saber mais sobre o assunto? Conheça a seguir, os 5 erros mais comuns que os clientes cometem na compra de veículos usados e as dicas para evitá-los!

Planejamento ineficiente

Iniciamos a nossa lista com um erro clássico que é cometido por grande parte dos clientes: planejamento incompleto. Normalmente, ao comprar um carro usado, eles pensam somente em incluir na lista de despesas as parcelas do financiamento.

Na verdade, além das prestações, o cliente terá vários outros gastos com a sua manutenção. São eles: o combustível, o IPVA, o seguro obrigatório DPVAT, o seguro particular, o licenciamento, os gastos variáveis com estacionamento e a manutenção. Além de outros gastos eventuais, como o valor da franquia do seguro, o conserto de alguma peça em caso de acidentes, o custo do pedágio em uma viagem e as multas de trânsito. Não deixe de incluir esses gastos na hora do planejamento, pois você terá sérios prejuízos financeiros.

Compra do modelo errado

Na hora de pesquisar os veículos, a maioria dos clientes se preocupam com vários fatores, como o valor, o design, a marca e o modelo. Todavia, nem todos pensam em adquirir o carro que é mais adequado ao uso.

Para acertar na escolha do melhor modelo, é imprescindível avaliar o tipo de uso que o carro terá no dia a dia. Isso é, se ele irá rodar nas cidades grandes, se será utilizado para carga, para viagens, se irá necessitar de um motor potente ou, simplesmente, irá acomodar uma família. Caso você possua uma família grande, caro leitor, escolha um modelo que acomode todas as pessoas de forma segura e que, tanto a suspensão quanto os amortecedores, não fiquem comprometidos ao suportar mais peso.

Compra de carros maquiados

Comprar automóveis maquiados ao buscar veículos usados é um erro que pode sair muito caro para o seu orçamento. Portanto, evite adotar essa prática!

É fundamental que o cliente descubra como desvendar alguns truques que os vendedores podem utilizar para disfarçar defeitos que os veículos tenham enfrentado. Para evitar surpresas, avalie se existe alguma assimetria entre as portas, os para-choques e o teto. Não compre um carro sem o manual, uma vez que o odômetro do veículo pode ter sido adulterado para demonstrar uma quilometragem inferior e, somente com o manual é possível verificar se ocorreu alguma alteração.

Compra de acessórios independentes

Deixar para comprar acessórios em estabelecimentos independentes é um dos erros mais comuns cometidos pelos clientes. Se você pretende investir nesses materiais, o mais indicado é comprar a versão do veículo proveniente dos acessórios de fábrica e não comprar a versão mais básica e depois pagar pelos itens separadamente na concessionária.

Falta de análise

Antes de comprar um carro usado, verifique todos os detalhes do veículo. Alguns podem faltar acessórios importantes para o desempenho do automóvel ou para a sua rotina. No caso de veículos usados, por exemplo, alguns estabelecimentos permitem que o cliente fique vários dias com um carro para que ele faça um test drive eficiente.

Após ler este artigo, restou alguma dúvida? Aproveite a oportunidade e compartilhe-a conosco nos comentários abaixo!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *