Não caia nestas 3 mentiras ao negociar um carro usado

Não caia nestas 3 mentiras ao negociar um carro usado

Diante do atual cenário financeiro do país, é natural que muitos consumidores com a intenção de adquirir um automóvel acabem optando por negociar carro usado. Se você é leigo no assunto, corre o risco de ser induzido a tomar uma decisão equivocada.

Pensando nisso, resolvemos elaborar este artigo para te mostrar 3 exemplos de mentiras contadas por esses profissionais. Separamos também algumas dicas para você se prevenir diante dessa situação. Continue a leitura para saber mais!

Principais mentiras contadas na hora de negociar carro usado

  1. “É de único dono”

É essencial conferir documentos do veículo, como o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), o manual do automóvel (verificando se o nome que consta nas informações é o mesmo registrado no documento do carro) e a nota fiscal de compra.

  1. “A pintura é original”

Todo vendedor sabe que um carro com a pintura original avariada ou adulterada pode ter seu valor reduzido. Por isso, é importante o consumidor ficar atento com essa questão.

Verifique se há marcas de lixa ou retoques por toda a extensão do automóvel. Analise também as texturas, observando se há variações de trechos mais lisos e outros mais ásperos, por exemplo.

  1. “É de um conhecido meu, rodou muito pouco”

Adulterar a quilometragem do carro mostrada no odômetro do veículo é crime! Ainda assim, é uma prática frequentemente utilizada para enganar o consumidor quanto ao tempo de uso do automóvel.

Apesar de, na maioria dos casos, a fraude ser perceptível apenas sob inspeção de oficinas especializadas, existem alguns detalhes que o comprador pode observar para evitar o problema na hora da compra. Veja alguns exemplos:

  • verificar se a peça tem o lacre original;
  • comparar o estado do painel com a rodagem apresentada e ficar atento a possíveis danos;
  • observar se há desgaste nos componentes visíveis do motor e na aparência geral do veículo que possa contradizer a afirmação de baixa quilometragem;
  • consultar a placa do automóvel no Departamento de Trânsito (Detran) da sua região ou no site do Carcheck e recolher algumas informações, tais como frequência de multas e quantos donos o carro já teve;
  • conferir as últimas revisões no manual do veículo.

Dicas para se negociar carro usado

Faça um test drive

É primordial fazer um teste prático do automóvel antes de comprá-lo, pois somente assim você poderá “senti-lo”. Então, avalie bem a direção, câmbio, freios, acelerador e embreagem, e veja se as características citadas pelo vendedor coincidem com as que o carro apresenta no momento.

Ouça o motor e tente notar algum barulho estranho, que possa indicar má conservação das peças ou possíveis defeitos. E o mais importante: verifique se ele se adequa aos seus padrões de conforto e bem-estar. Afinal, não vale a pena investir em algo que não vá atender suas exigências e expectativas, certo?

Peça ajuda para algum conhecido que entenda do assunto

Se você não se sente seguro para fazer uma análise por conta própria, chame alguém que entenda (pelo menos um pouco) sobre carros e possa indicar se o vendedor está omitindo informações ou mentindo a você.

Providencie uma revisão

Para se sentir ainda mais seguro em relação à integridade do carro, uma das opções recomendadas é levá-lo à uma análise profissional em uma oficina de sua confiança ou à concessionárias autorizadas da montadora do veículo. Lá, serão feitos testes específicos que dirão com precisão se você está sendo ludibriado ou não.

Enfim, como você viu, ficar atento à postura de certos vendedores e saber identificar algumas mentiras contadas por eles podem fazer toda a diferença na hora de adquirir seu veículo.

Com certeza, seguindo essas dicas, além de ajudar a inibir a ação de pessoas mal intencionadas — que têm como único intuito tirar vantagem de consumidores desavisados —, você pode reduzir muito os riscos de ser enganado na hora de negociar carro usado, evitando arrependimentos futuros!

Então, o que achou deste artigo? Sobrou alguma dúvida sobre o assunto ou quer saber como pode consultar as informações do carro? Então entre em contato conosco e esclareça todas as suas questões!

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *