Troca de óleo: como saber qual o certo para o seu carro?

Troca de óleo: como saber qual o certo para o seu carro?

Saber o tipo de lubrificante a ser usado na troca de óleo do motor faz toda a diferença para você e o seu bolso. Descubra, aqui neste post, como garantir menos gasto com combustível, custos mais baixos com peças e valorização do automóvel a partir de cuidados simples e básicos. Anote aí:

Produto certo para fazer a troca de óleo

Os lubrificantes têm diferentes viscosidades e outras propriedades para suportar o calor gerado pelo motor e garantir o menor atrito possível das peças. Por isso, não se pode colocar qualquer produto ou seguir conselho de desavisados. O meio mais seguro para saber exatamente o óleo a ser colocado no carro é seguir as especificações do manual do veículo e da inscrição que consta na parte da frente do automóvel.

A Sociedade dos Engenheiros de Mobilidade Internacional, que tem a sigla SAE, é quem classifica os óleos no mercado. Para facilitar a leitura dessa classificação, existem alguns códigos. A letra “W”, escrita nas embalagens, apresenta a viscosidade do produto em baixa temperatura. Já o número que aparece é indicativo do grau de viscosidade. Quanto mais alto, mais viscoso é o produto.

Por exemplo, o lubrificante 15W40 tem grau 15 de viscosidade, em baixa temperatura, e 40, em alta temperatura. Como os motores trabalham em diferentes temperaturas, existem também diversos tipos de lubrificantes para atender a essas especificidades.

A forma como ocorre a obtenção dos óleos básicos é outro fator que influencia e determina o tipo a ser usado. O óleo mineral é obtido a partir do refinamento do petróleo, é mais barato e utilizado em automóveis antigos. Já o sintético passa por processos petroquímicos, é mais caro, também é o “mais fino” dos três tipos e atende a motores novos e de alta performance. Por fim, o semissintético mescla as duas técnicas e funciona perfeitamente em motores um pouco mais rodados.

Motor com durabilidade

A longevidade de um motor vai depender do esforço que ele já fez, e esse histórico deixa marcas. Como as engrenagens trabalham lá dentro e o atrito que elas sofrem vão influenciar diretamente nesse prazo de vida, não se deve deixar de lado a importância da troca de óleo.

O lubrificante correto vai ser necessário para fazer todas as peças serem irrigadas e trabalharem sem esforço excessivo. Realizar as trocas no período indicado pelo fabricante e substituir partes ligadas à lubrificação, como o filtro de óleo, contribuem para garantir durabilidade.

Desempenho do veículo

Quer saber como o seu carro pode deixar de gastar muito combustível? Um dos passos é usar o óleo correto e fazer a troca nos prazos indicados.

Se as engrenagens conseguirem “deslizar” com mais facilidade e gerarem o calor necessário para o veículo andar sem tanto esforço, isso vai significar que o consumo de combustível será balanceado. Como a viscosidade vai se perdendo com o tempo, a troca do lubrificante no prazo correto significa que todo esse processo estará garantido ao longo dos anos.

Funcionamento bom

O ditado “motor bom funciona como um relógio” pode ser garantido se o óleo correto está sendo usado e em quantidade ideal. Para saber o nível, basta checar a vareta medidora. Esse equipamento tem algumas marcas para indicar o nível correto.

Não custa, antes de viagens longas, fazer uma verificação. Não vai demorar mais que dois minutos. Se estiver faltando óleo, mas ainda não estiver na hora da troca, é possível completar. Se o nível estiver muito abaixo, é bom levar o veículo à assistência técnica.

Custo reduzido de manutenção

Se o cuidado com o óleo do motor permite obter durabilidade, o gasto de manutenção será menor. Afinal, substituir qualquer peça do propulsor não costuma ser barato e a mão de obra também é uma das mais caras. Outro benefício: motor bem cuidado também valoriza o veículo na venda.

Como deu para identificar, a troca de óleo e o uso do lubrificante certo trazem muitos benefícios. Você só precisa ficar atento ao período de troca e usar o tipo indicado. De vez em quando, conferir o nível, na vareta medidora, também ajuda.

Agora, para saber mais sobre como valorizar seu carro e garantir outras vantagens, curta a nossa página no Facebook!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *