Renovar a frota de veículos da empresa em 2016 é uma boa ideia?

Renovar a frota de veículos da empresa em 2016 é uma boa ideia?

Já é informação mais do que batida o fato de que a expectativa para a economia brasileira no ano de 2016 é de piora em relação ao já péssimo ano de 2015. Como para o setor automotivo a expectativa não é diferente, as estimativas podem variar um pouco na quantificação de acordo com a associação responsável pelo cálculo.

Mas o fato de que haverá uma queda significativa na produção de automóveis no país neste ano que se inicia é conclusão unânime dentre todas elas. Entretanto, por mais que os números e o cenário indiquem o contrário, 2016 pode trazer uma parceria entre indústria automobilística e Governo muito interessante.

Está pensando em renovar a frota de veículos de sua empresa? Confira!

Como funcionaria esta parceria

Em dezembro de 2015, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, ANFAVEA, encaminhou, juntamente com outras 18 entidades e associações do setor, uma proposta ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Isso com a intenção de se criar um fundo de crédito direcionado à renovação da frota de veículos no país.

A proposta pretende unir o útil ao agradável, pois criaria a possibilidade de troca de um veículo com 20 ou mais anos de uso por uma carta de crédito. Beneficiando não somente quem pretende realizar uma renovação de sua frota de veículos, mas também empresas produtoras do setor.

Até mesmo o Governo, que em caso de geração de vendas incrementais, aumentaria sua arrecadação tributária e ainda conseguiria dar um empurrãozinho na economia com este incentivo ao investimento e ao consumo. O atual Ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, disse estar aberto a analisar e discutir a proposta.

Falta de espaço

Mas também informou que, no momento, não há espaço dentro do orçamento do Governo para tirar a mesma do papel. Entretanto, segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores, FENABRAVE, esta ideia já vem sendo discutida há mais de 20 anos. Finalmente deve ser colocada em prática, não somente no início de 2016, mas também sem a utilização de recursos públicos.

Renovar a frota de veículos exige cuidados

Se você está pensando em renovar a frota de veículos de sua empresa, o primeiro ponto que deve ser levado em conta é o custo de oportunidade do recurso que será despendido para tal. Por mais que realmente exista esta necessidade e ela venha de encontro à oportunidade que está prestes a ser gerada, é necessário ter uma boa definição sobre os reais benefícios e ganhos de eficiência desta renovação. Isso em relação a uma comparação com outros tipos de investimentos que poderiam ser realizados com este mesmo recurso.

Provavelmente, o maior ganho proporcionado por uma renovação de frota e excelente ponto inicial de mensuração destes benefícios seria a redução dos gastos com combustível. Fator duplamente relevante diante dos preços atuais.

Pois carros novos estão consumindo, em média, 10% menos do que carros produzidos há apenas 4 anos atrás. Além disso, também é necessário estar ciente que veículos se tratam de um ativo com uma taxa inicial alta, mas decrescente de desvalorização em decorrência de sua depreciação.

Investimento

Sendo assim, deve-se pensar não somente nesta renovação, mas também em já possuir um plano para a renovação seguinte e de que modo este novo patrimônio adquirido entraria nesta negociação futura. Renovar a frota de veículos de sua empresa se trata de um investimento, tanto de curto quanto de médio e até mesmo de longo prazo.

Tem interesse pelo assunto e gostaria de se inteirar sobre mais posts como este? Não deixe de assinar nosso Newsletter e seja avisado a cada nova postagem!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *