Ergonomia no volante: Como a posição que você dirige afeta sua saúde

Ergonomia no volante: Como a posição que você dirige afeta sua saúde

A ergonomia no volante é uma questão tanto de saúde quanto de segurança para quem vai dirigir um veículo. Saber se posicionar de forma adequada no banco do carro, de modo a ter um controle eficaz do volante, é essencial para a condução do automóvel. Mesmo quem já tem certa experiência ao dirigir pode possuir vícios de postura, que causam cansaço e dores no corpo, principalmente após longas horas na estrada. Veja, a seguir, dicas de como evitar problemas de saúde ao usar o automóvel.

 

Ajustar os bancos

De um modo geral, a ergonomia está ligada à relação entre o ser humano e a máquina, para que essa interação seja segura, eficiente e confortável. No caso do motorista, é possível ajustar uma série de itens do carro, para que a condução seja tranquila e saudável. Uma das primeiras ações ao se entrar num veículo para dirigir é regular o banco, no que diz respeito à distância para os pedais e à altura em relação ao volante e ao painel de instrumentos.

 

Para que você dirija confortavelmente, mantenha toda a coluna apoiada no encosto do banco, ou seja, não escorregue pelo assento para não sobrecarregar a lombar. Posicione as pernas de modo a tê-las semiflexionadas, com um ângulo em torno de 120 graus. Regule o banco de um jeito que consiga alcançar ospedais totalmente sem precisar se esticar ou tocá-los apenas com as pontas dos pés.

 

Ergonomia no volante

Uma parte considerável dos veículos da atualidade possui regulagem do volante tanto de profundidade quanto de inclinação. Depois de ajustar os bancos, estenda os braços de modo que os seus pulsos fiquem sobre a parte superior da circunferência do volante. Outro ponto importante é regular a inclinação do volante de uma forma que seja possível enxergar o painel de instrumentos, sem precisar levantar ou abaixar a cabeça.

 

Além disso, não se deve encostar as coxas na parte inferior da circunferência do volante. As grávidas que forem dirigir devem ter cuidado ainda maior com a ergonomia no volante, para que esse item não fique muito perto da barriga. Seja para gestante ou não, é recomendável deixar um espaço de no mínimo um palmo entre o corpo e o volante, para que haja distância suficiente para a abertura do air-bag, em caso de acidente.

 

Não se esqueça dos cintos e dos calçados

Para que a condução seja realmente segura, lembre-se de posicionar o cinto de segurança sobre os ombros e a cintura, para que forme uma diagonal. Cuide para que esse item não esteja trançado nem folgado demais. Se a viagem for longa, fique atento também para o tipo de calçado que vai utilizar. Se for muito apertado, poderá causar dores e falta de circulação sanguínea nos pés. Não use saltos altos, no caso das mulheres, nem sandália de borracha sem apoio para o calcanhar, que pode facilmente se enroscar nos pedais e causar acidentes.

 

O que pode causar multas

Além de contribuir para uma colisão ou outro dano, dirigir com calçado que não se firme nos pés está passível de infração média e multa, conforme o Código de Trânsito Brasileiro. O CTB ainda proíbe a condução com braço para fora do veículo, com apenas uma das mãos (exceto quando for fazer sinais regulamentares, como mudar de faixa, ou trocar marcha) e com objetos à esquerda ou entre as pernas e braços. Nesses casos, o motorista também está sujeito à infração média e multa.

 

Você se preocupa com a ergonomia no volante no seu dia a dia? Deixe sua resposta aqui nos comentários. Participe!

 

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Posts Relacionados

Nenhum post foi encontrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *