Como valorizar seu carro usado para vender

Como valorizar seu carro usado para vender

Vender um carro usado pode não ser uma tarefa muito simples. Além da desvalorização que um veículo sofre naturalmente, vários outros fatores podem fazer com que você, literalmente, perca dinheiro na hora de passar o veículo para frente.

Uma dica logo de cara: não deixe para fazer avaliações do seu carro só quando você resolver vendê-lo. Se cuidar do seu veículo direitinho, gradualmente, você não vai sentir no bolso na hora que precisar fazer a venda.

Quer saber os principais itens que devem ser observados para valorizar seu carro usado? Confira nosso artigo.

Fique em dia com a manutenção

Imagine que você vai tentar vender o seu carro e diz para o possível comprador: “Ah, só tem que arrumar uma coisinha na suspensão e um detalhezinho do motor”. Com certeza seu veículo já será visto de uma forma diferente.

Portanto, faça sempre a revisão e deixe a manutenção do seu veículo em dia. Essa ação pode acarretar maiores gastos com mecânicos e oficinas no decorrer dos anos, mas, sem dúvidas, esse valor será inferior do que seria se você precisasse arrumar tudo de uma vez.

Observe a pintura para valorizar seu carro usado

Um item extremamente observado por pessoas que estão interessadas em adquirir um veículo é a condição da sua pintura.

Veículos com a pintura queimada ou com arranhões muito gritantes geralmente são menos valorizados. Então, não deixe o carro ficar em situação crítica para tentar revertê-la. Além disso, vários serviços atualmente protegem o carro — converse com um especialista para saber qual é o melhor para o seu modelo.

No entanto, lembre-se do seguinte: se o automóvel tiver apenas pequenos riscos, não vale a pena mandar para a funilaria — principalmente se estiver fazendo negócio com alguém que vai revender o veículo. Provavelmente a empresa tem convênio com locais que arrumam o carro por valores irrisórios.

Cuide do estofamento

Manter o estofado seu veículo em boas condições também é um diferencial na hora de revenda. E, se precisar trocar, tente buscar algo que deixe o novo estofamento com cara de novo. Sabe aquelas capas que você compra de vendedores ambulantes? Não são muito bem vistas.

Tente repor as peças originais

Precisou trocar uma peça do seu veículo, seja por desgaste ou por algum acidente? Tente, se couber no seu orçamento, substituir as peças trocadas por peças originais. Usar material paralelo pode ser um dificultador na hora de passar seu carro para frente.

Tenha em mãos a chave reserva e o manual do veículo

Nem sempre isso é possível, mas se você tiver esse material, vai demonstrar zelo e cuidado extremos com o seu veículo. Outra coisa bacana de apresentar, caso você tenha, é o comprovante de todas as revisões realizadas no carro.

Limpe o carro

Parece uma dica óbvia, mas imagine só você chegando com o seu veículo todo sujo para tentar a revenda? Você, se fosse comprar um automóvel, e ele chegasse parecido com o Cascão, você se interessaria? Portanto, lave seu carro, encere, aspire…Deixe o seu veículo como novo.

Retire customizações

Não vá vender seu carro com um adesivo gigante colado na lateral dele, né? Principalmente se for de alguma empresa. Isso significa que você andava muito com o carro, o que pode ser visto como negativo pelo comprador.

Gostou das nossas dicas? Agora é colocar em prática para valorizar ainda mais seu veículo.

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *