Como dirigir carro automático? Aprenda aqui

Como dirigir carro automático? Aprenda aqui

Muita gente sonha em trocar o carro com câmbio manual por um modelo com transmissão automática. Ele facilita a dirigibilidade, é mais seguro e oferece mais conforto ao motorista, principalmente para quem enfrenta longos congestionamentos, sendo preciso trocar de marcha com frequência.

Apesar de ser um objeto de desejo de muitas pessoas, não é todo motorista que faz bem a transição do câmbio manual para o automático. É preciso saber como dirigir carro automático.

A mudança na forma de conduzir o veículo necessita de atenção e conhecimentos, principalmente para evitar danos ao equipamento, que possui um custo de manutenção superior, se comparado com as transmissões tradicionais.

Confira algumas dicas para dirigir carro automático e evite os famosos erros dos marinheiros de primeira viagem!

  1. Conheça o seu equipamento

Antes de ligar o carro, observe o câmbio automático e suas marchas. Cada posição é identificada com uma letra, e cada letra representa uma ação feita pelo câmbio. As siglas são padronizadas no mundo todo e possuem o seguinte significado:

  • D: utilizada para colocar o carro em movimento para a frente. Nessa opção, a transmissão altera entre as velocidades presentes no câmbio, que costumam ser 4 ou 5;
  • N: desliga a tração do carro e deixa o veículo como sem giro, da mesma maneira como faz o pedal da embreagem. Nessa posição, as rodas do veículo ficam livres, por isso é bom tomar cuidado para não acontecer algum desastre; 
  • R: posição da marcha ré, que tem como única função mover o carro para trás;
  • P: posição  que trava as rodas e permite que o motorista retire e insira a chave no contato. Essa é a opção recomendada para estacionar um carro automático.

Vale mencionar que alguns carros vêm com posições chamadas de 1 (ou L) e 2. Essas duas posições referem-se às marchas de baixa rotação do carro; no caso, a primeira e a segunda marchas. Essas posições são bastante utilizadas nos momentos em que o carro precisa de força de tração, como uma grande subida.

  1. Esqueça o pé esquerdo

O câmbio automático foi criado para dar folga para a perna esquerda. Isso significa que ela vai ficar ociosa durante toda a condução do veículo. Em hipótese alguma, o motorista deve utilizá-la para acionar o pedal do freio.

A maioria das pessoas não possui sensibilidade suficiente na perna esquerda para acionar o freio de maneira segura, o que resulta em trancos e frenagens totalmente erradas.

Lembre-se: usar o pé esquerdo na frenagem é coisa de piloto de carro de corrida, por isso a regra principal é abandonar o uso da perna esquerda.

  1. Cuidados ao acionar a manopla

O câmbio automático traz suavidade durante as mudanças de transmissão. Então, todo o seu sistema é feito pensando em trocas de marcha suaves. Não fique mudando as marchas com força e rapidez. Esse tipo de troca prejudica a conservação do câmbio e não altera de maneira alguma o desempenho.

Mesmo quando o câmbio é colocado em opção sequencial, não vale a pena realizar mudanças bruscas e frequentes de velocidade no equipamento.

  1. Espere um pouco ao ligar o carro

O câmbio automático possui um fluido que passeia pelos componentes e auxilia na lubrificação do sistema. Ao ligar o carro pela primeira vez, esse fluido começa a circular pela transmissão e leva alguns segundos até contemplar todo o sistema. Isso significa que é melhor esperar um pouco antes de realizar a primeira troca de marcha.

Ao entrar no carro, ligue-o e espere ao menos uns 20 segundos antes de alterar a velocidade do câmbio.

Vale lembrar que o óleo utilizado na transmissão deve ser trocado a cada 45 mil quilômetros rodados.

  1. Não mude para marcha R ou P com o carro em movimento

Essas mudanças produzem trancos desnecessários no carro e prejudicam a vida útil da transmissão. Espere o carro parar totalmente antes de acionar essas marchas.

  1. Leia o manual

A melhor forma de conhecer o seu carro por completo é lendo o manual do proprietário. Dedique um tempo para a leitura desse material!

Estas são algumas dicas sobre como dirigir carro automático sem mistérios ou prejuízos para o equipamento. Compartilhe este texto nas redes sociais e ajude outros motoristas!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *