Saiba quais são os carros com maior desvalorização após usados

Saiba quais são os carros com maior desvalorização após usados

Ao comprar um veículo, seja novo ou seminovo, você deve pensar no momento da revenda. Carros com maior desvalorização representam prejuízo, uma vez que haverá maior dificuldade em trocá-los — muitas vezes, é preciso negociá-los por valores muito abaixo do mercado.

A taxa de desvalorização de um veículo zero Km gira em torno de 20% no primeiro ano de uso, estabilizando-se em cerca de 5% ao ano nos períodos seguintes. Mas estes valores podem sofrer grandes variações em virtude de fatores diversos.

Modelos com má reputação, marcas que oferecem pouca assistência e a existência de concorrentes bem mais competitivos podem transformar carros considerados de boa qualidade em um “mico” na hora de revender.

Portanto, se você quer fazer um bom negócio, fique atento à lista abaixo e fuja desses modelos para não perder dinheiro no futuro!

Jac J3 Turin

Quando chegou ao mercado nacional, a Jac traçou uma estratégia ousada: oferecer muitos equipamentos por um preço competitivo. A marca até conseguiu sucesso com o J3 Hatch, mas o mesmo não pode ser dito da versão sedã.

De estilo pouco inspirado, o J3 Turin vendeu pouquíssimo na estreia. Depois, passou a sofrer com o aumento do IPI para carros importados e, hoje, é raro ver um na rua.

Citroën C4 Lounge

Não que o C4 Lounge seja um carro ruim, pelo contrário: espaçoso e confortável, trata-se de um dos melhores sedãs disponíveis no mercado. O problema é a concorrência dos fortíssimos e consagrados Toyota Corolla e Honda Civic, o que o torna sempre preterido nas revendas.

Chery Tiggo

A chinesa Chery vem investindo no país, inclusive com a inauguração da própria fábrica. Mas o estilo de seus carros sempre foi um problema.

Além disso, o Chery QQ, primeiro modelo da marca no país, reforçou a imagem de fragilidade dos produtos da montadora. Assim, de tabela, o Tiggo também enfrenta rejeição por parte do público.

Hyundai Elantra

Assim como o C4 Lounge, o Elantra é um sedã que tem todas as qualidades dos carros da Hyundai. Mas, concorrendo com o Corolla e o Civic, não obteve êxito no mercado, sendo raro encontrarmos um modelo nas ruas.

Chevrolet Cobalt

A primeira geração do Cobalt vendeu até bem nas concessionárias. Mas o estilo não agrada nem um pouco quem está atrás de um sedã espaçoso. Com isso, o carro perde terreno para rivais mais modernos e harmoniosos, como o Honda City.

Volkswagen Amarok

Embora seja considerada uma picape robusta, a Amarok sofre com a falta de tradição da Volkswagen na fabricação deste tipo de veículo. Além disso, é inegável que a concorrência de utilitários mais reconhecidos, como a Chevrolet S-10 e a Mitsubishi L200, atrapalha as vendagens do modelo.

Hyundai Tucson

O Tucson foi lançado no início dos anos 2000 e manteve praticamente o mesmo design por vários anos. Portanto, a defasagem no seu projeto criou esse estigma de rejeição na revenda. Nos últimos anos, a Hyundai apostou em mudanças mais significativa no visual do modelo. Vamos ver se esse quadro muda.

Quer ter acesso a um estoque recheado de opções com boa aceitação no mercado e fugir daqueles carros com maior desvalorização? Então, entre em contato conosco e venha conhecer os modelos disponíveis!

Autor

O Carcheck proporciona uma negociação mais segura na compra do veículo usado. Antes de fechar negócio, é possível analisar indicadores de segurança, informações de seguradoras, além das condições atuais e rodagem junto aos órgãos competentes. Com a consulta, você também se previne de problemas como débitos em financiamentos, além de eventuais irregularidades que possam existir no veículo consultado.

Posts Relacionados

Nenhum post foi encontrado.

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *