Carros importados: 10 fábricas estrangeiras que virão para o Brasil até 2016

Carros importados: 10 fábricas estrangeiras que virão para o Brasil até 2016

Foi dada a largada para a temporada de abertura de fábricas de automóveis no Brasil. Em abril de 2014, a Nissan largou na frente, inaugurando a sua linha de produção em Nova Resende – RJ. Em seguida, foi a vez da Chery.

Quer saber quais outras fábricas estrangeiras virão para o Brasil até 2016? Fique por dentro do assunto no nosso artigo!

Programa Inovar Auto

A abertura dessas duas fábricas fazem parte de um verdadeiro marco na história da indústria automotiva no Brasil e, inclusive, indo na contramão do péssimo quadro em que se encontra a economia do Brasil, que aflige, inclusive, a indústria automotiva. Mas a seguir, explicaremos que esse investimento em nosso país, não é por acaso nem faz parte de alguma iniciativa maluca dos empreendedores estrangeiros.

Tanto a Nissan quanto a Chery, que já iniciaram a sua produção em suas novas fábricas, fazem parte do programa do Governo chamado Inovar Auto, sancionado em 2012. O principal objetivo do programa é ecológico.

Segundo as regras, os veículos à gasolina deverão ter consumo médio de até 17,26 Km/litro e os movidos a etanol 11,96Km/litro e deverão se adequar até o ano de 2017. Além disso, passa a ser obrigatório que o estoque de peças disponíveis no país tenha um índice bem maior do que os atuais. Tais necessidades de evolução tecnológica em busca de maior autonomia aos veículos e de disponibilização de peças, leva os fabricantes a buscarem essa alternativa natural que é a nacionalização.

Investimento pesado no Brasil

Quem não cumprir com as determinações, precisará arcar com 30% de sobretaxa de IPI sobre os seus produtos, além de uma considerável limitação na quantidade de veículos e peças que a marca poderá importar. As novas regras do Inovar Auto provocarão a implantação de dez novas fábricas de diferentes montadoras no Brasil, com investimentos que alcançam R$ 14 bilhões.

Isso já inclui as citadas Chery e Nissan. A seguir, descreveremos quais são as novas fábricas que vieram para se adequar à nova política referente aos veículos brasileiros:

Chery

  • Instalada em Jacareí — SP, desde abril de 2014;
  • Capital investido: R$1,2 bilhão;
  • Modelos em linha de produção: Celer, QQ e será lançado um SUV compacto até 2016.

Jeep

  • A subsidiária da Fiat — Chrysler Company, será instalada em Goiana — PE, até junho de 2015;
  • Capital investido: R$ 4 bilhões;
  • Modelos em linha de produção: Renegade — já lançado —, uma pick-up média da Fiat, que será lançada até 2016, e um veículo que substituirá o modelo Compass, sem data de lançamento.

Nissan

  • Instalada em Resende — RJ, desde abril de 2014;
  • Capital investido: R$ 2,6 bilhões;
  • Ali são fabricados o modelo March e o Versa.

BMW

  • Instalada em Araquari — SC, desde outubro de 2014;
  • Capital investido: estima –se que seja mais de um bilhão;
  • Série 1, Série 3, X1, X3 e Mini Countryman são os modelos fabricados.

Jaguar Land Rover

  • Ainda será inaugurada em Itatiaia — RJ, até o início de 2016;
  • Atualmente controlada por indianos, foram investidos cerca de R$ 750 milhões no projeto e ainda não foram divulgados quais os modelos serão fabricados na unidade.

Honda

  • Será inaugurada em Itirapina — SP, até o final de 2015;
  • Capital investido: R$ 2 bilhões;
  • Os modelos Fit, City e o novo Vezel serão fabricados na nova fábrica.

Hyundai-Caoa

  • Já inaugurada em Anápolis — GO;
  • Capital investido: R$ 600 milhões;
  • Não confundir com a Hyundai Motors Brasil, que já fabrica o modelo HB20 no Brasil há algum tempo. A Hyundai–Caoa fabricará o modelo ix35.

Mercedes-Benz

  • Será inaugurada em Iracemápolis — SP, até o fim de 2016;
  • Capital investido: R$ 510 milhões;
  • Serão ali fabricados os modelos Classe C e o luxuoso GLA.

Audi

  • Já está instalada em São José dos Pinhais — PR;
  • Capital investido: cerca de R$ 450 milhões;
  • Até o fim de 2015, serão lançados os modelos A3 Sedan e Q3, fabricados nessa unidade.

JAC Motors

  • A inauguração era prevista para o fim de 2014, mas quem passa pelo terreno informa que as obras ainda não passaram da fase de terraplanagem;
  • Capital investido: R$ 1 bilhão;
  • A previsão é que, na nova fábrica, sejam produzidos os modelos J3 e J3 Turin, que deverão ter um novo nome futuramente. Existe também o projeto do caminhão VUC T140.

O brasileiro adora carros e as suas tecnologias. Todos esperam que o novo contexto só venha a acrescentar, com veículos mais econômicos, com consumidores melhor atendidos e mais empregos gerados para a sociedade brasileira.

Quais são as suas expectativas com esse novo cenário? Deixe o seu comentário!

 

Autor

O Carcheck é uma ferramenta que visa a segurança na negociação de veículos usados, permitindo ao consumidor analisar cuidadosamente vários indicadores de segurança além de toda a trajetória do veiculo desde o seu primeiro registro junto aos órgãos competentes(Detran, Denatran, Dnit, Financeiras e etc) até o dia da aquisição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *